3.9.07

Renascimento



No livro 'Assim Falou Zaratrusta' Nietzsche escreveu: “Você tem que estar preparado para se queimar em sua própria chama. Como se renovar sem primeiro se tornar cinzas?”
Li a frase, lembrei-me da Fênix, pensei sobre os recentes acontecimentos em minha vida e decidi seguir o exemplo da ave mitológica.
Quero sair das minhas cinzas, renascer, renovar minha espiritualidade. Como no poema Consolo, de William H. Stutz:
"Sê Fênix.
Usufrui do direito quem tens ao sofrimento real, ele é teu e único. Necessário.

Mas lembra-te, a vida segue inexoravelmente seu curso. Atropela os incautos, deslumbra os afoitos, premia os justos e corajosos.

Após amarguras sentidas transforma-te, sê a grega e mitológica ave, que além de seu eterno retorno das cinzas é capaz de suportar pesadas cargas. Ressurge exuberante e mais sábia, mais serena.

Desvenda os mistérios que regem nosso universo, eterno, possível, prazeroso.
Sê feliz, sê feliz."

Um comentário:

NeSsA disse...

Tão lindo, tão sábio que me deixou sem palavras...
xero